Aneurisma Cerebral

O que é Aneurisma Cerebral?
É uma dilatação na parede de artérias cerebrais devido ao enfraquecimento de sua parede. Pode ser hereditário - quando existe uma alteração na artéria desde o nascimento, ou adquirido - quando ocorre uma alteração na parede do vaso devido a aterosclerose (acúmulo de gordura na parede das artérias). O sangramento é mais comum entre 50-60 anos de idade, é mais frequente em mulheres e em negros.
O sangramento de um aneurisma cerebral é uma condição extremamente grave, com taxas de mortalidade de até 65% (10% das pessoas morrem antes de serem atendidas em um hospital, 25% morrem nas primeiras 24 horas e 40-49% morrem em 3 meses). O tratamento cirúrgico ou endovascular precoce diminui as taxas de mortalidade e morbidade.

Quais os fatores de risco para ocorrência de Aneurismas Cerebrais?
Os principais fatores de risco são: tabagismo, hipertensão, história familiar de aneurisma cerebral (parentes primeiro grau), idade acima de 40 anos, sexo feminino, uso de drogas (cocaína). 
Algumas doenças estão relacionadas a ocorrência de aneurismas cerebrais, entre elas: doença dos rins policísticos, displasia fibromuscular, malformaçõ arteriovenosa cerebral, síndrome de Osler-Weber-Rendu, coarcatação da aorta, síndrome de MoyaMoya, síndrome de Marfan, endocardite bacteriana, infecções fúngicas.

Quais os sintomas do Aneurisma Cerebral?
Os não-rotos podem, eventualmente, ser motivo de dores de cabeça forte até 1 mês antes de sua ruptura, a chamada "cefaléia sentinela". Quando os aneurismas rompem geralmente os sintomas relatados são: dor de cabeça intensa, classicamente descrita com "a pior dor da vida"; alterações de nervos cranianos - mais comumente a queda da pálpebra de um dos olhos; fraqueza em pernas e/ou braços; sonolência; perda da consciência; e coma.

Como é feito o diagnóstico dos Aneurismas Cerebrais?
Quando existe suspeita de sangramento o primeiro exame a ser realizado é a Tomografia Computadorizada. Nos casos duvidosos pode ser necessária uma punção lombar (coleta e exame do líquor) para confirmar a ocorrência de sangramento. Para confirmação do diagnóstico e planejamento do tratamento é necessário realização de Angiotomografia ou Arteriografia Cerebral. 

Como são tratados os aneurismas cerebrais?
Atualmente existem duas opções para tratamento dos aneurismas cerebrais: clipagem do aneurisma cerebral ou tratamento endovascular. A escolha de um ou outro método depende da localização e características do aneurisma e do estado clínico do paciente

Dr. Cristian Ferrareze Nunes

Neurocirurgia

* Este texto é meramente informativo e não substitui a consulta com um médico.