Neurinoma do Acústico

O que é o neurinoma do acústico?

O neurinoma do acústico ou schwanoma vestibular, é um tumor benigno, de crescimento lento, que se origina das células de revestimento (células de Schwann) do 8º nervo craniano (nervo vestibulococlear ou acústico). Ele se localiza em uma região chamado ângulo pontocerebelar, que fica entre o tronco cerebral, o cerebelo e a base do crânio; esta informação é importante porque neste local estão presentes diversos nervos importantes e o crescimento do tumor pode afetar as suas funções.

Quais os fatores de risco para os neurinomas do acústico?

A maior parte dos paciente com este tipo de tumor não apresenta fatores de risco aparentes. Entretanto, pacientes com neurofibromatose tipo II apresentam caracteristicamente neurinomas do acústico bilaterais.

Quais os sintomas mais comuns do neurinoma do acústico?

Os sintomas variam de acordo com o tamanho e localização do tumor, em geral o primeiro sintomas é a perda auditiva, muitas vezes negligenciada pelo paciente, que pode ser acompanhada de zumbido ou alterações do equilíbrio. Mais tardiamente a fraqueza na face pode surgir. No momento do diagnóstico os sintomas mais comuns são:

- Perda auditiva (90%)

- Zumbido (60%)

- Dor de cabeça (60%)

- Alteração do equilíbrio (45%)

- Dormência na face (25%)

- Fraqueza na face (15%)

Como é feito o diagnóstico do neurinoma do acústico?

Em geral, nos paciente com perda auditiva, a audiometria tonal e vocal é o primeiro exame realizado, e serve para avaliar a função auditiva. Quando é evidenciada uma perda auditiva neurossensorial deve ser realizada investigação diagnóstica complementar. Nestes casos o exame de escolha é a Ressonância Magnética. Muitas vezes os pacientes realizam uma tomografia computadorizada ou ressonância magnética devido à outros sintomas ou por outros motivos e descobrem a lesão incidentalmente.

 

Audiometria com perda auditiva neurossensorial  em orelha direita

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ressonância Magnética - Neurinoma do Acústico

Como é feito o tratamento dos tumores neurinomas do acústico?

O tratamento varia de acordo com o tamanho do tumor, sintomas e idade do paciente. Tumores pequenos, assintomáticos ou com poucos sintomas, podem ser apenas acompanhados com exames periódicos e tratados caso venham a crescer ou causar sintomas. Uma parcela destes tumores podem permanecer estáveis durante a vida toda. Tumores grandes e sintomáticos tendem a ser tratados. Dentre as opções de tratamento a cirurgia (Cirurgia para Tumor Cerebral) é a melhor escolha na maioria dos casos. A radiocirurgia pode ser empregada como único tratamento em tumores pequenos com boas taxas de controle, ou após a cirurgia para tratamento de tumores residuais.

Qual o prognóstico dos neurinomas do acústico?

Em geral o prognóstico funcional do paciente tem relação com o tamanho do tumor e os sintomas presentes antes do tratamento. Cerca de metade dos paciente com alguma audição presente antes do tratamento vão apresentar piora. Fraqueza na face, determinada por lesão do nervo facial é mais comum em paciente com tumores maiores que 1,5 cm ou que apresentem algum grau de fraqueza na face antes do tratamento. Durante a cirurgia para os neurinomas do acústico o uso da monitorização eletrofisiológica pode auxiliar na preservação da audição, entretanto, não é uma garantia.

Dr. Cristian Ferrareze Nunes

Neurocirurgia

* Este texto é meramente informativo e não substitui a consulta com um médico.